sábado, 26 de setembro de 2015

EU, THE SCRIPT E A SÉRIE DE OBSTÁCULOS

Vou sair do clichê de começar o post pedindo desculpas por ter sumido, porque acho que isso está bastante batido e imagino que vocês já imaginem o motivo do sumiço, não é? O importante é que continuo viva (amém, eu acho?) e tentando, aos poucos, organizar todo o blog. O novo layout está temático com HQs (principalmente Spider-Man), clean e simples, mas ainda preciso editar páginas e posts antigos... Acho que posso fazer isso enquanto atualizo o blog, certo?

Então, Hels, dessa vez você voltou de vez? Acredito que sim! YAY! Ainda estou me acostumando com essa nova rotina de ter apenas três horinhas livres de segunda à sexta, mas acho que agora vai. E vamos falar de coisa boa! Hoje quis vir até aqui para relatar a vocês como foi uma das maiores realizações da minha vida. Esse post com certeza vai ser meio longo, então espero que estejam preparados.


Não importa de onde você é, de que raça você é, ou qual o sexo, ou qual religião... Música é a real religião! Música aceita todos do jeito que são!
Danny O’Donoghue, antes de Hall of Fame


O ESTRESS PRÉ-SHOW

Na sexta-feira passada (18), eu tive a maravilhosa oportunidade de ter assistido ao primeiro show em território brasileiro de uma das bandas que mais admiro e amo: The Script. Sim, sim, é a banda que tocou no Rock in Rio; sim, foi antes de OneRepublic; e sim, a maioria ficava com cara de “quem?” toda vez que os mencionava. Se saí de Campinas e fui até o Rio de Janeiro de ônibus só para ver eles? Com a mais absoluta certeza.

Mas nossa, Helen, tinha OneRepublic! TINHA QUEEN + ADAM LAMBERT! É, eu sei. Mas essas duas bandas mencionadas estiveram em São Paulo... Se quisesse ir por eles, poderia simplesmente ter ido ao show solo de cada uma na capital paulista, que fica a apenas uma hora de casa. Mas The Script? Não. Eles apenas vieram para o festival. Logo: é, saí da minha zona de conforto só para ver meus adorados irlandeses.


Enquanto aqui, no Brasil, eles não são (ou eram) tão conhecidos assim, na Europa os caras são famosos pra caramba! Quem disse que europeu não sabe curtir show e não surta é porque nunca viu o efeito The Script naquela galera.

Agora continuando... Não foi fácil presenciar esse momento. Muitas coisas aconteceram para que tudo desse errado, para que me fizesse questionar se eu realmente deveria ir. Foram muitas barreiras, físicas e psicológicas, que tentaram me manter longe de viver aquilo.

Só para vocês terem uma ideia de quantos obstáculos tive que ultrapassar, aqui vai alguns: comprar o ingresso (que toda hora que eu conseguia entrar no site dizia estar esgotado, e depois eu acabei tendo dois ao invés de um); arranjar um meio de ir ao Rio; conseguir uma excursão e ter tudo certo e planejado; ter uma atividade valendo nota na faculdade (que depois o professor disse que não me faria perder nota caso faltasse para viajar); ter a excursão cancelada uma semana antes do show (dia 11); ter que arranjar outra forma de ir e de como andar numa cidade que não conhecia; decidir ir de ônibus e conseguir um lugar para ficar (obrigada May e Dri por terem me acolhido e ajudado, desde quando o problema era a compra do ingresso!); quase não chegar a tempo do show devido a trânsito + caos no Terminal da Alvorada.


Tirando esses, teve muitos problemas criados por mim mesma dentro da minha querida cabeça. Aquele medinho do desconhecido, aqueles “e se algo ruim acontecer e eu estiver sozinha” e coisas do tipo. Mas, apesar da minha mãe querer logo que abandonasse a ideia de ir, me mantive firme e tive amigos para me aguentar e me apoiar por todo esse estressante processo. Não vou citar o nome de todos aqui, mas eles sabem como foram importantes nessa questão de “ir ou não ir”.

Enfim: CONSEGUI! Fui e, até o dado momento, ainda me sinto meio extasiada, como se os dias que passei no Rio de Janeiro fossem uma realidade alternativa. Aquele final de semana, aquele show, foram importantíssimos para que eu conseguisse retomar as rédeas da minha vida.


O SHOW


Por que era tão importante que eu estivesse naquele show? A resposta para essa pergunta é bem simples, na verdade... Faz uns bons anos que conheci The Script (pela aparição deles em 90210, e – depois disso – pela minha amiga, Anna, ter tentado começar um Street Team brasileiro para eles). E faz pouco menos de um ano que eu e a minha querida melhor amiga, Larissa, assistimos a um show deles pelo YouTube e ficamos bastante eufóricas só com a ideia de estar em um. Nossas esperanças sobre quando eles viriam para cá eram bem pequenas... Até a line-up do Rock in Rio ser divulgada.

Infelizmente a Lari não pode estar comigo nesse momento, porque além de ter sido no Rio, nós duas já não moramos perto (eu em São Paulo e ela em Goiás). Enfim, tenho esperanças de que numa próxima oportunidade vou conseguir ajudá-la a ir comigo por estar mais fácil, aka ter o show mais perto daqui.

Uma das preocupações era de ter que ficar sozinha lá, mas assim que cheguei no Rio encontrei com a Luly, do Disconcentra, e turistamos e curtimos os shows juntas. A propósito, todas as fotos aqui tiradas são créditos dela, pois eu estava ocupada demais chorando a minha vida por ter conseguido chegar ali.

A setlist dos irlandeses foi a metade do normal na No Sound Without Silence Tour, com apenas 10. Não tocaram Nothing, não tocaram Before The Worst, não tocaram If You Could See Me Now, que são algumas das minhas várias favoritas que estão na turnê... Mas eu supero.


Para onde vamos quando morremos? Vocês podem pensar que vamos para o inferno, ou para o céu. De todo modo, se você acredita em religião, ou se você não acredita, eu posso dizer uma única coisa: a energia nunca morre.
Danny O’Donoghue, antes de The Energy Never Dies

Não tem muito bem o que dizer sobre esse show: só sentir. A interação e presença de palco de Danny, Mark e Glen foram maravilhosas e tenho a mais absoluta certeza que os caras conquistaram alguns novos fãs com o show deles. Como dito antes, chorei praticamente o show inteiro. Tenho certeza que teve pessoas que me acharam histérica, mas não ligo. Elas não sabiam os meus motivos para chorar tanto ali: era tanta coisa envolvida, tantos desafios superados, que não tinha como ficar de boas sem se derramar em lágrimas.


Foi sim um dos melhores shows da minha vida. Quase uma hora de show, infelizmente, mas ainda assim uma das melhores horas que tive a oportunidade de viver. É certo que eu nunca vou esquecer esse momento, o significado pessoal que tenho dele. E queria, realmente, agradecer novamente a todos que me apoiaram por todo o estresse.

Na playlist a seguir separei as músicas da setlist oficial da turnê (ou seja, incluindo as que eles não tocaram), para vocês que viram o show (ou não) e quiserem conhecer mais das músicas desses caras fantásticos. Se vocês gostarem, me contem! Adoraria saber se consegui concluir mais uma missão de vida, que é repassar bandas boas.


Para mais fotos do show do The Script no Rock in Rio, CLIQUE AQUI.
E, de novo, obrigada, Luly, pelas fotos! Clique aqui e confira o post dela sobre o festival (EM BREVE).

Essa semana, se Deus quiser, a programação do blog sofrerá alterações para ficar tudo certo, ainda mais com algumas mudanças de rotina e novas amizades e parcerias feitas recentemente. Fiquem ligados!

 

E VOCÊ, JÁ TEVE ALGUM SHOW OU MOMENTO QUE FEZ SUA VIDA ZERAR?
DIGA AQUI NOS COMENTÁRIOS!

22 comentários:

  1. Olá Hels!
    Adorei seu novo layout! Amo HQs e Homem-Aranha <3 Que sonho ir no show da banda que você ama *0* Imagino como foi de surtar e aposto que a ficha nem caiu ainda haha O nome da banda não me é estranho, procurarei mais sobre ;-) Adorei o post!
    Beijos, Nathália
    https://livrosdagarotavermelha.wordpress.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Nath! HQs e Homem-Aranha são muito amor, né <3? E não, a ficha definitivamente ainda não caiu, reassisto ao show deles pelos vídeos agora e ainda fico meio "não acredito que eu estava lá", haha. Tudo parece bem surreal ainda! Eles são bem conhecidinhos por algumas músicas, as pessoas acabam nem sabendo que as músicas são deles, haha. Obrigada pela visita!

      Excluir
  2. Oi, Hels! Tudo bem? Ahhh esse show deve ter sido épico! ^^ Eu vi algumas imagens dele na internet e tipo, fiquei contagiado com a energia dos caras da banda! Imagine o que você sentiu lá, ao vivo e perto da The Script!? Deve ter sido demaaaaais! *-* Adorei o post! :)

    Abraço

    http://tonylucasblog.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tony! Tudo ótimo por aqui, espero que esteja tudo bem aí também! E sim, foi ÉPICO e de arrepiar. Como disse pra Nath, ainda é surreal pensar que eu estive ali ouvindo e vendo-os ao vivo. Valeu muitissimo a pena! Obrigada pela visita, beijos <3!

      Excluir
  3. Oie!

    Novato aqui no blog e que coisinha mais fofa! Adorei! ^^
    Este background com HQs, ficou um luxo! Amei! <3

    Não fui ao Rock in Rio, mas acompanhei alguns lances no Multishow. Irado! :D

    Estou seguindo seu site! Siga o nosso site Irmãos Livreiros também, ficarei super feliz!
    Ah, me inscrevi em seu canal também! Inscreva-se em nosso canal Irmãos Livreiros :D

    Beijos!
    Danny
    Irmãos Livreiros

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Danny! Bem vindo e muito obrigada! Não sou bem o tipo de pessoa que fazia questão de ir ao RiR, fui apenas por causa do The Script mesmo, haha. Obrigada por seguir o blog, estarei me inscrevendo e conferindo seu canal e site. Agradeço mesmo a visita, espero te ver aqui mais vezes! Beijos!

      Excluir
  4. Olá, Hels! Finalmente você voltouuuuuuu, esse template tá muito amor <3 Eu amo as músicas do The Script, apesar de não ouvir tanto. Já saiu algum vídeo com o show completo? O show que fez minha vida zerar foi o de Michel Teló, muito bom. Ok, parei. Tô ouvindo a playlist enquanto escrevo isso e bateu uma invejinha de você agora, hahahaha.

    Seu helsiane favorito,
    http://www.paginou.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. MEU HELSIANE #1! Sim, finalmente voltei, haha. Obrigada! E sim, eu lembro que você comentava comigo e os meninos no wpp. Que eu saiba chegou a sair no YouTube, mas eu acho que tiraram do ar já. Eu baixei, though, então se você quiser assistir me avisa que eu upo em algum lugar pra você baixar também e tals. MICHEL TELÓ DKALSFJKAKLFA, MOMENTOS. Obrigada pelo comentário e pela visita <3

      Excluir
  5. Oi, Hels! Tudo bem?
    Primeiramente, o seu layout está um amor <3 Menina, fico muito feliz por o show ter sido tão especial para você. Super te entendo, sempre tenho esses medos ilusórios também e minha mãe ainda coloca mais medo ainda ahaha. Não sou muito chegada a festivais, só vou se tiver uma banda que quer muito, muito ver (como foi seu caso)! E moro no Nordeste, ou seja, quase nunca vou para shows internacionais :/
    Beijos!
    apenasumaleitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mari, tudo sim e você? Muito obrigada! Ele está bem simples, mas eu gosto dessas coisas claras e sem muito frufru, haha. Eu até curto festivais, mas nunca fui dessas de precisar ir exatamente no Rock in Rio, como muita gente simplesmente tem essa necessidade, haha, mas foi um grande desafio e a segunda vez que fiz esse tipo de loucura por banda que não vem pra cá, acho que minha mãe tá começando a se acostumar... Eu mesma ainda sempre fico com o pé atrás, sou medrosa demais pra sair da zona de conforto desse jeito haha. Poxa, Mari :\! Eu sempre torço para mais artistas internacionais irem para esses lados aí, pois acho muita mancada vir só para cá, haha. Beijos e obrigada pela visita!

      Excluir
  6. Hels, tô muito feliz por você! Só quem é fã entende a dimensão da importância e da emoção que uma oportunidade dessa nos causa. Foi meu namorado que me apresentou o Danny, através do The Voice, e depois à banda. E confesso que conheço praticamente nada, mas por todos os elogios que ouvi do show com certeza vou dar uma pesquisa nas músicas dos caras.
    Imagino todo o estresse que você passou antes, é normal em situações assim, acredito eu que a maioria dos problemas só existem na nossa cabeça. E o Rio é lindo! Aff, sou apaixonada.

    Amei o layout novo do blog e tava com saudade <3
    Beijo

    www.blogrefugio.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ceci <3! Sim, definitivamente só sendo fã para entender o que são esses momentos. Eu às vezes tenho essa teoria que quem nunca foi fã de nenhum músico, ou artista num geral, nível querer conhecê-lo nunca vai ser uma pessoa tão compreensiva quanto quem já foi. Até porque fãs só se ferram nessa vida né, é tiro, porrada e bomba para todos os lados quando a gente menos espera, hahaha. Pesquise sim, pois The Script é muito amor MESMO! Eu amei o Rio de Janeiro, isso porque eu achei que fosse, sei lá, odiar... Não sei porque HAHAHAHA. Obrigada pela lembrança, Ceci! E já já passo lá no blog para ler o que perdi <3

      Excluir
  7. Loly sua linda!!!!!! Saudades ver post novo por aqui!!
    Fiquei tipo: The Script quem? kkkk mas ok, já fui procurar eles no santo Youtube e as apresentações já foram feitas. Não sei se gostei do som deles no geral, mas que amei a música Breakeven eu amei, sim. Vou continuar ouvindo o som deles até encontrar a música perfeita (tenho dessas coisas). Nunca fui a um show de um ídolo, uma banda que eu gostasse... Moro no fim do fim do fim do mundo, e as coisas não aparecem por aqui. Ainda não me recuperei de não ter ido ao show da Amy no recife, por mais que eu tivesse uns 13/14 anos na época e não tivesse dinheiro pra nada, nada nada. kkkk Enfim, espero me inspirar em você um dia e partir em uma aventura atrás de uma banda que eu goste (ok, meus grupos favoritos não existem mais, e ok, meus cantores favoritos já morreram, em sua maioria...) AUSHUAHSUAHSUHAUSA. Fico orgulhosa de você HELS, por ter persistido e ido até o fim para realizar um sonho, QUERO SER VOCÊ QUANDO CRESCER.
    BEIJOS BEIJOS
    http://umaleitoravoraz.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ai sua linda! ADORO SEUS COMENTÁRIOS GIGANTES, GABS, VEMK, ME ABRAÇA <3! Breakeven é amor demais, mas espero que você encontre a música perfeita deles. Se encontrar, me diga qual é, pois tenho certeza que gosto (porque né, gosto de todas, hahaha). Muito obrigada pelo apoio, Gabs! Fico muito feliz MESMO de ver que tem você torcendo por mim. Saiba que é recíproco e espero que você consiga realizar os seus também. HAHAHAHAHA, COMO SE EU FOSSE GRANDE COISA!

      Excluir
  8. Oi, Hels.

    Menina, que lindo tudo por aqui! ♥ Eu ainda nem tinha vindo porque você falou pra não vir pq estava "tudo bagunçado", mas aí vi que você comentou lá no blog e aqui estou eu! hahahaha
    Eu gosto muito de The Script. Eu os conheci há alguns anos, quando a JoJo fez um cover de Breakeven. Adorei a letra e fui pesquisar mais sobre eles. As músicas são todas muito significantes, com letras muito legais!
    Que bom que mesmo com todos os percalços a sua experiência tenha sido tão boa. Vamos ver se eles voltam agora, né? :D

    Beijo
    - Tamires
    Blog Meu Epílogo | Instagram | Facebook

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Tamis! Obrigada. Ainda está meio na zona, mas aos poucos eu estou tentando arrumar, haha. Ai, eu vi esse cover da JoJo! As músicas todas tem umas letras muito fortes, acho que é um dos maiores motivos por admirá-los tanto haha. Obrigada pelo apoio, Tamis! Espero que eles voltem mesmo! <3

      Excluir
  9. Olá,
    Ver um show de uma banda que a gente curte não tem nem descrição que chegue perto, caramba! Eu não conheço muito o trabalho de The Script, mas estou tão ansiosa pro dia 12 chegar logo e eu ir para o show de Los Hermanos em Salvador... Enfim, tudo no show deve ter sido incrível, não existe sensação que descreva ver um show de uma banda que a gente adora.
    Beijos.
    Memórias de Leitura - memorias-de-leitura.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Inês! Concordo plenamente, parece tudo meio surreal e inacreditável, e quando viemos de longe parece que não tá acontecendo de verdade, haha. Espero que curta muito o show dos Los Hermanos dia 12, torcendo para ser uma das melhores noites da sua vida, porque né... Realmente não tem palavra que descreva esses momentos, haha! Obrigada pela visita <3

      Excluir
  10. Oii Hels!
    E aí, gata!
    Menina parabéns pelo novo layout,ficou um amor. Adorei. Amo Homem aranha.
    Sobre o RIR é um sonho, hein!? Sempre quis ir, mas nunca fui. Um dia quem sabe!!!

    Bjão.
    - Diego, Blog Vida & Letras
    www.blogvidaeletras.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos combinar e vamos para um próximo RiR todos juntos, lá do grupo, que tal? HAHAHAHAHA. Espero que consiga ir algum dia, Dih! Não dou muita bola pro festival, mas quando tem alguém que vale muito a pena ver, não devemos pensar duas vezes!

      Excluir
  11. Oi, tudo bom?
    Acredita que eu nunca tinha ouvido falar dessa banda antes do Rock in Rio. Quando falaram de The Script eu fiquei tipo: o que é isso?. Não me leve a mal, mas não sou muito ligada em bandas gringas.
    Ouvi algumas músicas da playlist e simplesmente amei a voz do vocalista. Muito gostosa de se ouvir e da uma paz enorme.
    Como disse, não sou muito ligada em bandas gringas, logo, minhas favoritas são as brasileiras. Dois shows que marcaram muito minha vida foi a do Charlie Brown Jr em 2012. Moro em Santa Catarina, e é muito difícil bandas grandes virem para cá. Eu quase chorei durante o show, te entendo rs.
    E o último show que eu fui e ainda estou extasiada foi o da Banda Strike, que sou apaixonada. Eles tem uma presença tão forte no palco e uma energia tão boa que eu não sei nem como descrever. Só foi incrível.
    Espero um dia ter a oportunidade de assistir ao show do Blink 182, que é uma das minhas bandas gringas favoritas.
    Beijos, lendocomabianca.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Bih, tudo ótimo e você? HAHAHA, tudo bem, isso é bem normal. Eles eram bem "The Script Who?" por aqui, só quem acaba mais envolvido nas notícias de músicas gringas (ou no meu caso, vê uma banda numa série e vai procurar ela na internet, hahahaha) é que conhecia... E não conhecia muito não, acho que conheceram de vez MESMO com essa vinda ao RiR. E sim, a voz do vocalista é muito boa de ouvir, e as letras são tão cheias de sentimento que dá arrepios, haha. Charlie Brown Jr, tá aí uma banda que eu queria muito ir ao show e agora já se foi a oportunidade... Strike! Eu fui a um show deles no ano passado, eu acho, e foi fenomenal MESMO. Já ouvia eles quando era mais nova, mas nunca dei muita bola, mas aí pintou a oportunidade de ir ao show e fui haha. Blink também é óh <3! Espero que um dia consiga vê-los! Obrigada pela visita e pelo comentário!

      Excluir